Programa Mais Médicos; Ceará receberá 111 profissionais na 1ª fase, 5 serão estrangeiros

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

O Ceará vai receber 111 profissionais que atuarão em 49 municípios na 1ª fase do programa Mais Médicos, do Governo Federal. Serão 106 brasileiros e cinco com registro profissional fora do país. Nesta quinta-feira (22), em reunião com representantes das cidades inscritas no programa, o secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde (MS), Luiz Odorico Andrade, definiu como se dará o acolhimento dos médicos nos municípios.

Estrangeiros chegarão ao Pais no dias 24 e 25 de agosto. Foto: Divulgação

Os estrangeiros chegarão ao Brasil nos próximos dias 24 e 25 de agosto e passarão por um treinamento de 120 horas, a ser realizado durante três semanas, sobre saúde pública brasileira e língua portuguesa. Ao final, os profissionais serão avaliados. Os cursos serão realizados por universidades ou escolas públicas que aderiram ao programa em oito capitais (Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife e Fortaleza).

Após a aprovação, os médicos estrangeiros iniciarão as atividades no próximo dia 16 de setembro. Os municípios onde eles atuarão serão divulgados até a sexta-feira (23), de acordo com o MS. Já os brasileiros começarão a trabalhar no próximo dia 2 de setembro. Os médicos do programa atuarão nas unidades básicas de saúde por três anos e receberão uma bolsa mensal de R$ 10 mil, custeada pelo Ministério da Saúde.

Em todos o país, 1.096 médicos brasileiros se inscreveram para o programa no primeiro mês da seleção. Outros 243 profissionais com diplomas no exterior foram escolhidos pelo MS. Além destes, 48 estrangeiros estão providenciando a documentação para participar da primeira fase de avaliação. Ao todo, serão atendidos 516 municípios brasileiros na primeira fase do programa.

Municípios devem arcar com moradia e alimentação dos médicos
Cabe aos gestores municipais providenciar o custeio da moradia e da alimentação dos médicos durante os três anos de participação no programa. Os municípios também devem providenciar o translado desde o aeroporto. Em casos de locais de difícil acesso, deverá se disponibilizado o transporte diário da moradia do profissional até a unidade de atendimento.

Os municípios não poderão substituir médicos que já atuam na Atenção Básica local por profissionais do programa. Para garantir a determinação, o Ministério da Saúde irá bloquear á o CPF do profissional do programa Mais Médicos, impedindo a inserção dele em equipes que já possuem médicos.

Outras cidades e médicos podem se cadastrar para nova seleção
O programa está com a segunda fase de inscrições abertas até o próximo dia 30 de agosto. Municípios e médicos poderão se cadastrar no site do sistema do Mais Médicos. De acordo com o MS, os selecionados deverão iniciar as atividades ainda na primeira quinzena de outubro. (Fonte: DN)

0 comments

Postar um comentário

ESCREVA AQUI SEU COMENTÁRIO