ESTUDANTES FORAM ASSALTADOS DENTRO DA SALA DE AULA NA UVA-SOBRAL

quarta-feira, 30 de setembro de 2015


Estudantes do curso de Ciências Sociais da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), em Sobral, foram assaltados em plena sala de aula, por volta das 20h dessa terça-feira, 29.

De acordo com o diretor do Centro de Ciências Humanas (CCH) da UVA, José Osmar Fonteles, cinco pessoas, algumas encapuzadas, invadiram a sala de aula durante apresentações de trabalhos dos alunos. Com armas de fogo, elas levaram diversos pertences dos estudantes, embora não tenham revistado-os, conta José Osmar. "Levaram uma mochila, levaram materiais didáticos, mas não levaram dinheiro", contou o diretor do CCH.

AUMENTO NO PREÇO DO COMBUSTÍVEL

A gasolina e o diesel sofreram um novo aumento, em decisão tomada no fim da noite da última terça-feira (29). A alteração pegou o consumidor de surpresa na manhã desta quarta-feira (30). Nos postos de combustível, o fortalezense demonstrou espanto  com os novos valores.

A reportagem percorreu alguns estabelecimentos na Capital. Em várias unidades, o aumento já foi incorporado ao valor do combustível, com a gasolina comum chegando a atingir R$ 3,839.  O menor valor encontrado foi de R$ 3,350, onde o aumento ainda não havia sido realizado na bomba. 


Já o óleo diesel atingiu R$ 3,229 no valor mais alto encontrado. O mais baixo foi R$ 2,97

O Sindicato dos Proprietários de Postos de Combustíveis do Ceará (Sindipostos-CE), afirmou que o aumento será repassado ao consumidor à medida que os postos reponham os estoques.

FOTOS DE UBAÚNA - OUTUBRO DE 2015

domingo, 27 de setembro de 2015




Fotos: Facebook





















Servidores do INSS ainda em Greve

80% das agências do INSS estão sem funcionar no Ceará, diz sindicato (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)Os sevidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), no Ceará, voltaram atrás na noite desta sexta-feira (25) e decidiram continuar a greve da categoria por tempo indeterminado. A decisão pelo fim da greve havia sido tomada nesta tarde, durante uma assembleia geral da categoria. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social no Estado do Ceará (Sinprece) a decisão de permanecer em greve se deu em função do Governo Federal não ter assinado o acordo firmado com a categoria. A assinatura estava prevista para ocorrer nesta sexta, mas foi adiada para a próxima semana.

EXTINTOR NÃO SERÁ OBRIGATÓRIO EM AUTOMÓVEIS

sexta-feira, 18 de setembro de 2015


O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu em reunião nesta quinta-feira (17) que o  uso do extintor de incêndio em carros, caminhonetes, camionetas e triciclos de cabine fechadas, será opcional, ou seja, a falta do equipamento não mais será considerada infração nem resultará em multa.

A entidade justifica que os carros atuais possuem tecnologia com maior segurança contra incêndio e, além disso, o despreparo para o uso do extintor poderia causar mais perigo para os motoristas.

O fim da obrigatoriedade do extintor para carros começará a valer a partir da publicação da resolução, o que deverá ocorrer nos próximos dias, diz o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Desde 1970, rodar com veículos sem o equipamento ou com ele vencido ou inadequado é considerado infração grave, com multa de R$ 127,69 e mais 5 pontos na carteira de motorista. O Brasil é um dos poucos países que obrigava automóveis a ter o extintor. Nos Estados Unidos e na maioria das nações europeias não existe a obrigatoriedade.

ALTA NO PREÇO DO COMBUSTÍVEL

O consumidor deve preparar o bolso: a gasolina pode ficar 14% mais cara. O governo pretende aumentar a Cide (imposto dos combustíveis) em R$ 0,50 por litro. Se prevalecer essa intenção, o preço médio no país passará de R$ 3,55, para R$ 4,05. Atualmente, arrecada-se R$ 12,5 bilhões com a somatória da Cide e Pis-Cofins que juntas custam R$ 0,22. Com essa alta, o Ministério da Fazenda estima arrecadar mais R$ 15 bilhões ao ano. O impacto na inflação será de 0,9%.

ALTA DE IMPOSTOS SÓ APÓS CORTE DE GASTOS

domingo, 13 de setembro de 2015

O governo federal decidiu que só anunciará aumento de impostos para reforçar a arrecadação após a divulgação de novos cortes de gastos em sua própria máquina. A expectativa é que as primeiras medidas saiam do papel no início da próxima semana.

A decisão atende a um pleito de influentes congressistas, como o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que insistem que o governo só peça sacrifícios à população após "cortar na própria carne". Do lado das receitas, voltou a crescer no governo a tese de que a melhor solução será criar um tributo sobre movimentação financeira nos mesmos moldes da CPMF, contribuição para a saúde.

A equipe econômica avalia que essa seria a melhor saída para fechar o rombo de R$ 30,5 bilhões no Orçamento de 2016 e tentar atingir a meta de superávit primário (economia para o pagamento de juros da dívida pública) de 0,7% do PIB (Produto Interno Bruto, soma de bens e serviços produzidos no país) no ano que vem.

ALTA DE IMPOSTOS SÓ APÓS CORTE DE GASTOS

O governo federal decidiu que só anunciará aumento de impostos para reforçar a arrecadação após a divulgação de novos cortes de gastos em sua própria máquina. A expectativa é que as primeiras medidas saiam do papel no início da próxima semana.

A decisão atende a um pleito de influentes congressistas, como o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que insistem que o governo só peça sacrifícios à população após "cortar na própria carne". Do lado das receitas, voltou a crescer no governo a tese de que a melhor solução será criar um tributo sobre movimentação financeira nos mesmos moldes da CPMF, contribuição para a saúde.

A equipe econômica avalia que essa seria a melhor saída para fechar o rombo de R$ 30,5 bilhões no Orçamento de 2016 e tentar atingir a meta de superávit primário (economia para o pagamento de juros da dívida pública) de 0,7% do PIB (Produto Interno Bruto, soma de bens e serviços produzidos no país) no ano que vem.