LEÔNIDAS CRISTINO DESTACA FRECHEIRINHA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Facebook do Deputado Leônidas Cristino

Discurso proferido no dia 23 de abril, na Câmara dos Deputados, mostrando os bons resultados do Arranjo Produtivo Local de Moda Íntima de Frecheirinha.

Senhor Presidente,

A estratégia de congregar empresas de grande, médio e pequeno portes de um mesmo setor da economia, adotada em Frecheirinha, na Região Norte do Ceará, tem dado bons resultados ao propiciar melhor acesso ao mercado, à tecnologia, capacitação profissional e financiamento. Nesse sentido, constitui um exemplo o Arranjo Produtivo Local de Moda Íntima do município, que reúne empresas em torno da Associação dos Confeccionistas de Frecheirinha com apoio do Sebrae, Instituto Euvaldo Lodi e Coordenação de Desenvolvimento e Integração Regional da Secretaria das Cidades do governo do Estado.

O APL gera mais de 2 mil empregos e sua organização possibilitou a instalação de um centro de treinamento na Associação com máquinas industriais para capacitar novos profissionais e aprimorar a capacitação dos que já estão no mercado de trabalho. A produção supre outros estados do Nordeste e chega a todo o país, uma prova do sucesso comercial e empresarial do modelo, a despeito dos desafios impostos pela abertura econômica – em especial a concorrência chinesa predatória - e pela conjuntura recessiva da economia brasileira.

Senhor Presidente,

Moda íntima é um dos Arranjos Produtivos Locais do Ceará organizados com empresas e instituições citadas. Estão organizados núcleos de produção semelhantes no Estado – o APL de Móveis no Marco e Bela Cruz; o do setor Metal-mecânico em Tabuleiro do Norte; a Produção de Redes em Irauçuba e Jaguaruana; o Artesanato de Palha em Itaiçaba, entre muitos outros.

Desde que foi instalada em 1990 a primeira indústria de confecção de moda íntima em Frecheirinha, outras empresas do ramo vieram se instalar no município, que apresenta um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) no Estado. O sentimento da oportunidade numa região marcada pelo clima semiárido despertou o sentido empreendedor da população e novas empresas foram criadas.

O município, que de acordo com o Censo de 2012 do IBGE tem 14 mil habitantes, é um polo industrial de confecções de moda íntima, que possui 16 fábricas, três de grande porte, cinco de médio porte e oito empresas de pequeno porte com produção mensal de 2 milhões de peças e a geração de 2.200 empregos diretos, além de cerca de 800 empregos indiretos.

A mão de obra envolvida na produção de moda íntima é composta por 60% de mulheres e 40% de homens. A população empregada não depende de programas federais de transferências de renda, rendimentos de aposentados ou da folha de pagamento de prefeitura, como ocorre na maioria dos pequenos municípios da região do Semiárido Nordestino.

Senhor Presidente,

Quando existe convergência de esforços e organização em um setor da economia, as respostas das políticas públicas - municipais, estaduais e federais - são potencializadas. A Prefeitura ajuda a trazer cursos do PRONATEC com apoio do Senai, o Sebrae fortalece a articulação dos empresários com o projeto Polo Moda, o fortalecimento e estruturação de cooperativas e a Secretaria das Cidades contribui com tratamento prioritário ao APL.

Atualmente a associação de produtores tem sede própria com escola profissionalizante de corte e costura para qualificar a mão de obra. As empresas participam de feiras setoriais de forma coletiva, compartilham informações e aprendizado sobre fornecedores e canais de comercialização. A governança do APL possibilita trocas de matérias primas entre as empresas no intuito de garantir o fluxo de produção, dada a distância dos principais centros de fornecimento. A união e a convergência de esforços é fundamental hoje para enfrentar a concorrência dos polos de produção de Fortaleza e de Pernambuco.

Senhor presidente,

É preciso ampliar a abrangência da Feira de Moda Íntima de Frecheirinha e agregar outros agentes federais ao APL com acesso a cursos de design e estilismo de moda em nível médio e tecnológico.

Muito obrigado!

0 comments

Postar um comentário

ESCREVA AQUI SEU COMENTÁRIO