CHACINA EM APRAZÍVEL-SOBRAL

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Atualizado: 21/04 às 09:00h
Fugiu da Delegacia de Capturas de Fortaleza na madrugada desta segunda-feira 20/04 o suspeito de participação na CHACINA em Aprazível José Cleiton (Keke), o mesmo estava apenas com dois dias na prisão, juntamente com com ele mais 12 conseguiram serrar as grades e fugir pelo telhado.

2º suspeito (Antônio Gomes de Sousa) é preso neste domingo (19) na região de Camocim, mas precisamente na localidade de (Pesqueira)

Preso a 1ª pessoa ligada a CHACINA EM APRAZÍVEL(Pau D'Arco)
Ele foi preso em Jijoca-CE e confessou o crime, o mesmo é chama-se de: Keke







Atualizado: às 08:50 17/04/15
Parentes e outras pessoas próximas às seis vítimas da chacina ocorrida no Ceará começaram a ser ouvidas na manhã desta quinta-feira (16) na Delegacia Regional de Sobral, na zona norte do estado.

O crime ocorreu na noite de terça-feira (14) e cinco das seis vítimas eram da mesma família. De acordo com o delegado Júnior Vieira, ainda não há nenhum suspeito. Uma das vítimas, Patrícia Farias da Silva, de 30 anos, respondia por tráfico de drogas.

A polícia já sabe que os três homens chegaram em um carro na casa onde estavam a seis pessoas na localidade de Pau D'Arco, na zona rural de Sobral. "Eles abordaram as vítimas na calçada da casa. Colocaram as vítimas para dentro da casa. Dois saíram depois e um ficou dentro da casa.

 Os dois teriam levado duas vítimas, as duas mulheres. O que ficou no interior executou os quatro e saiu no carro. Os três partiram para o segundo local onde executaram as duas outras vítimas", descreveu o delegado.

De acordo com a polícia, os corpos de duas mulhres foram encontrados na manhã de quarta-feira (15), às margens de uma rodovia que liga a cidade de Coreaú a Alcântaras, a 374 km de Fortaleza. As quatro vítimas estavam em um dos cômodos da casa e estavam todos com as mãos amarradas, com tiros nas costas e na cabeça, segundo a polícia.


Das seis pessoas assassinadas, cinco moravam na mesma casa. Emily Farias, de 15 anos, o namorado e primo dela, Geovane Nascimento, além da mãe de Patrícia Farias da Silva, de 30 anos, a avó Maria de Jesus da Silva, de 53 anos, e Aureliano da Silva Ribeiro, 21 anos. A única vítima que não morava na casa era Benedito Gomes da Silva, de 39 anos. Ele era vizinho da família. "Tudo leva a crer que o vizinho, o Benedito, estava no momento errado, na hora errada", diz Vieira.



Para a polícia, o filho de Patrícia, de nove anos, escapou porque não estava em casa na hora do crime. A criança está com outros familiares. Com o antecedente criminal de Patrícia, os policiais investigam se haveria a comercialização de entorpecentes. Na perícia na casa onde aconteceu o crime, nada chamou atenção da polícia. Fonte: (Verdes Mares)




Vídeo do Blog Sinhá Sabóia

Quatro pessoas foram encontradas mortas dentro de uma casa na comunidade de Pau D'Arco, Distrito de Aprazível, no município de Sobral, na Região Norte.
De acordo com a Polícia Militar, as vítimas, três homens e uma mulher, foram encontradas com as mãos amarradas para trás. Os mortos apresentavam ferimentos a bala na cabeça.
Um pastor de uma Igreja Evangélica da região disse aos policiais no local do crime, que horas antes, foi a casa das vítimas para buscar uma criança e levá-la ao culto. Na volta, quando retornou com a criança para casa, ela entrou na residência e encontrou as pessoas mortas.

ATENÇÃO!!!!!

Duas pessoas foram encontradas mortas entre as cidades de Coreaú e Alcântaras. As vitimas são duas mulheres que foram sequestrada ontem no local da chacina no distrito de Paudarquinho localidade de aprazível. As vítimas são: Maria de Jesus e Patrícia.

ATUALIZANDO (10:45H) DESTA QUINTA-FEIRA 16/04/15  

SOBRE A CHACINA:


Força tarefa vai tentar desvendar o crime que deixou seis pessoas mortas em Aprazível, distrito de Sobral, na última terça-feira 14.
Após repercussão, cúpula da Segurança Pública veio a Sobral e reuniu oficiais no intuito de desvendar o crime que chocou a população sobralense nessa quarta-feira (15).
A família das vítimas (Maria de Jesus, Emily e Patrícia) aguardam a liberação dos corpos para prosseguir para a cidade de Novo Oriente onde serão velado os corpos. 

2 comentários

pedro disse...

O crime está fora de controle no brasil. O problema é que as pessoas não entenderam a razão disso. Uma das razoes são as leis. Para assassinos teria de haver pena de morte. Outra grande causa é a facilidade com que se obtem arma. A posse de armas devia ser ilegalizada. assalto com arma de fogo deveria dar vários anos de cadeia. A terceira razão é a qualidade das prisões. No Brasil as prisões são escolas do crime. Entra ladrão. Sai assassino. As prisões deveriam servir para punir mas sobretudo para REGENERAR o delinquente. Não é isso que acontece no Brasil. As prisões são infernos que transformam quem lá passa em fera. A vitima é a sociedade. Penas mais Pesadas, Prisões mais dignas, proibição de armas de fogo. Uma quarta medida era aumento de salários das forças de segurança para combater corrupção.

20 de abril de 2015 11:17
pedro disse...

PS : Nas prisões devia-se ensinar oficio. Electricista, Pedreiro , de forma ao delinquente ao sair da cadeia ter trabalho.E não voltar ao mundo do crime. O que aprende hoje o delinquente na cadeia ? Aprende a matar , torna-se mais violento, torna-se num animal selvagem.

20 de abril de 2015 11:22

Postar um comentário

ESCREVA AQUI SEU COMENTÁRIO