Governo anuncia investimento de R$ 700 milhões para a agricultura. Coreaú, Frecheirinha serão beneficiados

terça-feira, 20 de agosto de 2013

O Governo do Estado vai investir R$ 700 milhões em obras e ações estruturantes para a agricultura. O anúncio foi dado pelo governador Cid Gomes nesta segunda-feira (19), durante a assinatura do Projeto Paulo Freire, no Palácio da Abolição. Segundo o governador, este é o maior pacote de recursos hidricos da história do Ceará, superando o Eixão das Águas.  
“O processo de licitação desse pacote deve ser iniciado ainda em outubro deste ano, formado por um conjunto de obras nessa área. É impossível mudar a realidade da agricultura cearenses sem que haja água. Energia também é fundamental, até o final de 2014 o Estado deve universalizar a energia no Ceará”, ressaltou o governador

O governador participou da solenidade de assinatura do convênio que enviará cerca de R$ 162,2 milhões para 31 municípios cearenses com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). "É fundamental que a gente capacite pessoas no campo, dê a elas a possibilidade de cultivar novas culturas e a partir disso, ter uma vida melhor", declarou Cid.

O montante, segundo o secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, será aplicado em ações como a implantação de projetos produtivos nesses municípios, e em especial na capacitação dos pequenos agricultores. O investimento será aplicado entre os anos de 2013 e 2019. s municípios, e em especial na capacitação dos pequenos agricultores. O investimento será aplicado entre os anos de 2013 e 2019. "A meta do projeto é capacitar 60 mil famílias, dessas poder implantar projetos produtivos para 30 mil famílias. A ideia é trabalhar, diretamente com o Banco do Nordeste e Banco do Brasil, para que essas famílias benefíciadas tenham acesso ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf)".
O secretário afirmou que o foco do projeto é atingir jovens e mulheres, e fazer através do Pronaf, com que os jovens tenham a mais crédito e acesso as escolas de educação profissional.
Nelson Martins explicou que o Paulo Freire tem uma ação direta contra a seca, pois adota uma ação estruturante para os municípios. "Ao capacitar as famílias e ao implantar ou fazer com que as famílias tenham acesso a projetos produtivo, e poderão vender seus produtos para merenda escolar para o programa de aquisição de alimentos, você está garantindo renda para essas famílias". 

Os municípios que serão beneficiados são Altaneira, Antonina do Norte, Araripe, Assaré, Campos Sales, Nova Olinda, Potengi, Salitre, Santana do Cariri, Tarrafas, Aiuaba, Arneiroz, Hidrolândia, Parambu, Ipu, Ipueiras, Pires Ferreira, Quiterianópolis, Tauá, Coreaú, Frecheirinha, Graça, Massapê, Moraújo, Mucambo, Pacujá, Reriutaba, Senador Sá, Sobral, Varjota e Irauçuba.

Segundo o representante do Fundo Internacional do Desenvolvimento Agrícola (Fida), Hardi Vieira, serão cerca de 60 mil famílias beneficiadas, o que corresponde a 755.839 habitantes com uma nova oportunidade de se capacitarem. Os 50% dos recursos oferecidos pelo Fida serão liberados para o Estado ao longo do projeto. Segundo Hardi, a partir da assinatura desta segunda-feira, a primeira parcela dos recursos já pode ser disponibilizada. "A liberação desses recursos é feita de modo gradual, ao longo da implementação do projeto. Após a assinatura hoje, a primeira parcela desses recursos já pode ser disponibilizada, porque o Estado cumpriu com todos pré-requisitos para assinatura do acordo", esclareceu.
Hardi explicou que a implementação do projeto é focada em dois eixos principais, o primeiro é o desenvolvimento de capacidades para fornecer assessoria técnica para os produtores e fortalecer as organizações de produtores de agricultura familiar. Já o segundo eixo é o desenvolvimento produtivo em cadeias produtivas chaves para desenvolvimento da região. "Isso inclui, por exemplo apicultura, caprinocultura, mandioca e outros produtos que são importantes para a sustentabilidade da região". (DN)

0 comments

Postar um comentário

ESCREVA AQUI SEU COMENTÁRIO