Técnico Leão partiu para a pancadaria

quarta-feira, 21 de julho de 2010



Blog do Gleison
Tinha tudo para terminar bem o duelo entre Vitória e Goiás, nesta quarta-feira, no Barradão. Bom jogo e emocionante, com empate de 2 a 2, não merecia um final com pancadaria e agressões do técnico Leão, do atacante Rafael Moura e da comissão técnica do Goiás a jornalistas que estavam no gramado. Tudo isso depois de uma reclamação do técnico do Goiás à arbitragem de Péricles Bassols, que inclusive anulou um gol no fim da partida marcado não pelo Esmeraldino, mas pelo Vitória - Ramon estava em condições, mas Soares, impedido, saiu da frente no chute do camisa 10 e atrapalhou a visão do goleiro Calaça.

Leão, no entanto, achou que a arbitragem foi tendenciosa para o time da casa. Logo depois de tentar dirigir-se ao juiz, o técnico discutiu com o radialista Roque Santos, que foi entrevistá-lo. Depois, houve uma troca de empurrões, e o jornalista o acusou de agressão. O tumulto se espalhou pelo campo. Integrantes da comissão técnica do Goiás participaram da pancadaria. O atacante Rafael Moura levou a nocaute o mesmo radialista. Alguns jornalistas e jogadores do Goiás procuravam acalmar os ânimos. A polícia só apareceu no fim. Roque Santos foi dar queixa de agressão na 10ª DP, do bairro de Pau da Lima, em Salvador. Segundo o site do Ibahia, Leão e Rafael Moura receberam voz de prisão e foram conduzidos à DP. A Rádio Sociedade informou que Romerito também está detido.


Quem foi ao Barradão não merecia o espetáculo lamentável no fim. A partida foi boa e movimentada. O Vitória começou melhor, mas o Goiás fez 2 a 0, gols de Rafael Moura e Everton Santos . Depois, o time baiano reagiu e chegou ao empate - Ricardo Conceição e Soares, no fim, foram os heróis. Agora, o Rubro-Negro, que vai a 13 pontos e ocupa provisoriamente a oitava colocação, volta a campo no Brasileirão no sábado para encarar, fora de casa, o Grêmio Prudente. O Goiás, que pula para 12 pontos e se mantém por enquanto em 14º, receberá no Serra Dourada, no domingo, o Atlético-PR.

0 comments

Postar um comentário

ESCREVA AQUI SEU COMENTÁRIO