Falta de profissionais causa protesto de professores e alunos da UVA - Sobral

terça-feira, 4 de maio de 2010

     Professores e alunos da Universidade do Vale do Acaraú (UVA), em Sobral, protestam contra a falta de profissionais para lecionar nos 24 cursos oferecidos pela instituição. A direção do Sessão Sindical dos Docentes da UVA (Sindiuva) e o Diretório Central de Estudantes (DCE) farão reivindicação no próximo dia 17, durante audiência pública na Assembleia Legislativa.
    Segundo matéria do jornal Diário do Nordeste, esse problema aflige toda rede de ensino da UVA, espalhada por 12 municípios cearenses. Somente na matriz de Sobral existem cerca de 9 mil estudantes, de acordo com os números apresentados pela presidente do Sindiuva, Maria Antônia Veiga Adrião.
     Levantamento realizado no ano passado registra um déficit de 192 professores. Esse número, segundo Maria Antônia, deve ter crescido com a exigência do aumento da carga horária pelo Ministério da Educação. Ela disse que todos esses dados estão nas mãos do governador Cid Gomes.
     A presidente critica as medidas adotadas pela direção da universidade para amenizar o problema, que define como antigo. Além de contratar professores substitutos, são contratados os “colaboradores”. Esta última modalidade foi contestada pelo Ministério Público, por conta dos profissionais serem vinculados a uma fundação vinculada à UVA. Já a contratação de substitutos deve acontecer quando os titulares precisarem sair para fazer especializações ou tira licença materna, reclamou Maria Antônia na matéria.
     A assessoria de imprensa da UVA informou que a direção está ciente do problema, mas não anunciou medidas.
     O Sinuva, junto do DCE, vai pretende tornar o caso conhecido de todos. Para isso, pretendem fazer manifestações públicas para reivindicarem soluções.
(Diário do Nordeste)

0 comments

Postar um comentário

ESCREVA AQUI SEU COMENTÁRIO