Campanha da Fraternidade 2009

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Gleison News
Ver, julgar e agir. Essas são as bases fundamentais da Campanha da Fraternidade 2009, lançada oficialmente na manhã de ontem pelo arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio Aparecido Tosi Marques. Lado a lado, a fé, na figura de dom José Antônio, e a representação da segurança pública no Estado, o secretário Roberto Monteiro, alinharam o discurso na defesa da reflexão de uma segurança que deve ir além da força policial. Este ano, o tema da campanha é “Fraternidade e Segurança Pública” e o lema, “A paz é fruto da justiça”.
Dom José afirmou que a campanha não quer a justiça do “olho por olho, dente por dente”, ou seja, usar a força para tratar da violência. “Queremos trabalhar com um conceito de segurança que vai além da superficialidade. Vamos falar das muitas ‘seguranças’, como a familiar, a comunitária, a alimentar, a laboral, como formas de respeito à dignidade humana”.
Escolhida pelo povo depois de muitas reflexões e atividades em níveis local, estadual e até nacional, garantiu o arcebispo, a CF-2009, apresentada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) com o desejo de que ela seja o grande esforço da Igreja para viver intensamente o tempo da Quaresma, sustenta-se em bases que prometem fazer pensar. Segundo o texto-base da campanha e o arcebispo, o “ver” se constitui a partir de uma apresentação da realidade como marco referencial. Por exemplo, o tráfico de drogas, a fome, a corrupção e outras frações da realidade vividas de fato pelas pessoas. O “julgar” incita a refletir sobre as causas e as conseqüências dessa realidade.Com isso, a Igreja vai procurar, tendo como critérios as escrituras e a tradição, iluminar a realidade e mostrar os caminhos para que o reino de Deus aconteça na história humana. Em outras palavras, traçar as ações que a terceira e última parte do texto, que é o “agir”. (DN)

0 comments

Postar um comentário

ESCREVA AQUI SEU COMENTÁRIO