PORTAL UBAÚNA - FEIRANTES DO APRAZÍVEL QUEREM MANTER LOCAL

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Sobral. A determinação do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (DNIT) em afastar os feirantes do Aprazível da margem da BR-222, no km-249, tem repercutido de maneira negativa entre os que negociam no local. A determinação, segundo o órgão, é para evitar o risco de acidentes, visto que o grande volume de tráfego de veículos e o elevado número de pessoas que frequentam a movimentada feira, que acontece entre a noite de sexta-feira e a manhã de sábado, tem preocupado a unidade de fiscalização rodoviária que atua no Estado.
Para o secretário da Associação dos Feirantes do Aprazível, Antônio Vilamar Ribeiro, a medida é aceita pela associação uma vez que o movimento é bastante intenso. “Nós da associação temos uma preocupação sim com os feirantes, inclusive por diversas vezes solicitamos a presença do pessoal da Polícia Rodoviária Federal, para controlar a tráfego de veículos neste trecho da BR”, diz Vilamar.
O tema foi abordado pelos deputados estaduais na Assembléia Legislativa do Ceará (AL), no dia 26 passado. O deputado Ferreira Aragão comentou sobre a decisão do DNIT. Ele sugeriu que o órgão construa uma alça de proteção, como existe em várias curvas em rodovias consideradas de risco para os motoristas.“A alça pode ser colocada em torno da feira, pois resolveria a situação para os feirantes e para o DNIT”, afirmou o deputado. O feirante Otaviano Andrade de Oliveira diz que a medida lhe trará prejuízo, principalmente neste período de fim de ano. “Se a associação queria agradar ao DNIT, por que não teve a mesma preocupação com a gente. Aqui onde estamos não tem a mesma estrutura que tínhamos lá na frente. Vamos ter prejuízo com certeza”, desabafa Otaviano Andrade. Carlos Alexandre, tesoureiro da associação, rebate as críticas. “Eles invadiram uma área que não pertence à associação. Claro que vamos dotar o local de infra-estrutura necessária para o bom funcionamento das barracas”, assegura ele.Outro ponto criticado é com relação ao horário do funcionamento da feira. De acordo com portaria da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente de Sobral, a feira permanente do Aprazível só poderá funcionar a partir das 2hs da madrugada do sábado. “Seria bom que a feira começasse bem mais cedo, às 20hs de sexta-feira, por exemplo, daria tempo para a gente comprar o que queria e retornar mais cedo para casa”, avalia Maria Auxiliadora, que mora no Estado do Piauí e que, uma vez por mês, faz compra na referida feira.“A iniciativa de começar o funcionamento da feira somente às 2hs partiu dos próprios feirantes”, garante o presidente da associação, Francisco de Paula Neto. “Eles chegam aqui por volta das 18hs alegam que estão cansados, daí pediram na época da instalação da feira para descansar um pouco. Com isso, foi se criando o hábito de funcionar somente a partir deste horário”, assegura ele.Sobre o fato do local onde antes era ocupado pelas barracas e que agora está servindo de estacionamento, Antônio Vilamar diz que compete à Polícia Rodoviária Federal retirar e proibir o estacionamento. Para ele, o que foi determinado já está sendo cumprido, ou seja, a retirada dos 350 feirantes, deixando área de 45m livre como determina o DNIT.

0 comments

Postar um comentário

ESCREVA AQUI SEU COMENTÁRIO